Retrospectiva 2015: O melhor dos atletas da Speedo Elite Team

25
dez 2015

25_12_blog_retrospectiva

2015 foi um grande ano para os atletas do Speedo Elite Team. Foi conquista atrás de conquista! Como não poderia deixar de ser, nós também vamos fazer uma breve retrospectiva, lembrando três pontos altos do ano que está acabando.

Prata histórica do Nicholas Santos nos 50m borboleta em Kazan

Numa prova dominada por rivais franceses e brasileiros, quem brilhou foi o veterano do Speedo Elite Team, Nicholas Santos. Ele nadou muito bem os 50m borboleta do Mundial de Kazan, numa sucedida tentativa de agarrar a medalha que havia lhe escapado no Mundial de 2013.

Ao final da prova, Nicholas havia conquistado a 4ª medalha do Brasil na competição. Ele também se tornou o medalhista mais velho da história dos Mundiais, feito realizado aos 35 anos de idade.

Uma medalha de cada cor para a Ana Marcela Cunha, também no Mundial de Kazan

Sabe o que é melhor do que uma medalha? Três medalhas: Uma de ouro, outra de prata e uma de bronze. E não é que a dona Ana Marcela conseguiu uma de cada?

A vitória veio nos 25km de maratona aquática. Ana já havia faturado a prata e o bronze, nos 5km e 10km, respectivamente. Mas, como a boa guerreira que é, as colocações anteriores não bastavam, ela queria o ouro. E conseguiu. Aliás, foi o 1º ouro do Brasil na competição!

Etiene Medeiros e o 1º ouro brasileiro em um Pan-Americano

Sempre batia na trave: Mesmo depois de excelentes participações, a natação feminina brasileira nunca havia dado uma bola dentro no Pan-Americano. Bronze e prata eram nossas companheiras constantes e nada indicava que isso iria mudar… até a Etiene decidir que era hora de levar um ouro do Pan-Americano pra casa.

A conquista veio nos 100m costas, após uma prova tecnicamente impecável. Como se um pódio não bastasse, menos de duas horas depois, ela voltou a subir ao pódio, dessa vez, para receber a prata dos 50m livres.

Correndo para cuidar da saúde

13
ago 2015

13.08_Blog-KazanOlimpíadas

O fim do Mundial de Kazan marca o início da contagem regressiva até o começo das Olímpiadas de 2016. O que isso significa? Que agora o Brasil têm novos objetivos pela frente.

Você sabia que a natação feminina brasileira ainda não tem nenhuma medalha nos Jogos Olímpicos? Pois é. Difícil de acreditar mesmo. Mas calma. Nossa hora está chegando. Com uma constelação que conta com nomes como Poliana Okimoto, Ana Marcela, Etiene Medeiros, Gabrielle Roncatto e Alessandra Marchioro, essa conquista é só uma questão de tempo. Aliás, um ouro não está fora dos planos, não. =D

O Brasil terminou as Olímpiadas de Londres 2012, em 22º lugar, com um total de 17 medalhas. O resultado do último Pan-Americano deu esperanças ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que almeja aumentar para 27 o número de medalhas. Dado o desempenho fenomenal dos nadadores brasileiros nos últimos anos, espera-se que o esporte seja um dos líderes dessa evolução.

As provas de revezamento masculino sempre tiveram um espaço especial no coração dos nossos nadadores. E em 2016 isso não deverá mudar: cada atleta entrará na piscina com a missão de deixar o país e os seus companheiros mais próximos do pódio.

E você? Vai torcer para a natação brasileira? No que depender da galera do Speedo Elite Team, pode ter certeza que estamos muito bem representados!

Que venha 2016! Que venham as Olímpiadas!

A importância do Mundial de Kazan

30
jul 2015

 30_07_Blog_Mundial_kazan

Em tempos de Mundial de Kazan, não há um único nadador que não esteja com os nervos à flor da pele. A razão dessa ansiedade é simples: O Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan 2015 é a principal porta de entrada para as Olímpiadas Rio 2016.

Para os nadadores brasileiros então, em especial a turma do Speedo Elite Team, Kazan tem um peso especial. Um dos objetivos da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) é classificar todas as equipes de revezamento para as Olímpiadas, um objetivo muito tangível, dada a presença e desempenho fenomenal dos nossos Nicholas Santos, Gabrielle Roncatto e Etiene Medeiros nestas equipes.

Nicholas também é uma das grandes apostas do nado borboleta. No Maria Lenk, chegou em primeiro nos 50m borboleta e ainda por cima, cravou o melhor tempo mundial da prova em 2015: 22s90.

A Gabi foi uma das integrantes do time que bateu a prova que era, praticamente, um dos tabus da natação brasileira: o 4x200m feminino. O feito foi realizado no último Maria Lenk e com um senhor tempo, diga-se de passagem: 8’03’22.

A Etiene… vish! Escolher algo para falar dela é difícil: Ela, simplesmente, garantiu o pódio em praticamente todas as competições do ano. O último feito dela, em Toronto, foi trazer 4 medalhas para casa. 1 ouro, 1 prata e 2 bronzes. O ouro dela, primeiro da natação brasileira feminina no Pan-Americano, veio numa das provas mais disputadas da competição: Os 100m costas.

A Alessandra Marchioro e o Luiz Rogério Arapiraca também estão representando bonito: eles estão elevando o nível dentro das competições e nos treinos, tudo pelas Olímpiadas.

Por fim, temos nossas especialistas em provas de águas abertas: a Poliana Okimoto e Ana Marcela.

A Poliana vem arrebentando, sagrando-se a campeã dos 1500m livres no Maria Lenk e um incrível 4º no Copa do Mundo de Maratona Aquática. O Instagram dela está repleto de fotos que mostram o quão sério ela leva os seus treinos. Ou seja, a competição tem muito o que se preocupar.

Por fim, a Ana Marcela, reconhecida no final do ano passado pela FINA como a melhor nadadora de águas abertas do mundo, também está dando show por onde passa: Recentemente, subiu ao ponto mais alto do pódio na etapa húngara da Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas!

Viu só a importância de Kazan para os nossos nadadores? Não dá para perder esse campeonato por nada, não é mesmo?

Boa sorte para todos! Bora Brasil, bora Speedo Elite Team!

Volta ao mundo com o Speedo Elite Team

23
mar 2015

MarConquisteMundo

Quem se esforça sempre vai encontrar o seu lugarzinho ao sol. Seja ele no Brasil, China, Suécia, Nova Zelândia ou onde for. E no quesito empenho, não tem ninguém que se destaque mais do que os atletas do Speedo Elite Team.

Precisando dar uma animada para também sair por aí, deixando o seu nome pelos 4 cantos do planeta? Oras, não procure mais: Separamos grandes momentos dos nossos atletas pelas piscinas e mares do mundo, para dar aquela invejinha necessária e despertar a sua fera interior, que te fará lutar pelos seus sonhos.

Há mais ou menos um ano atrás, o Nicholas Santos estava nadando muito no tradicional torneio australiano, BHP Billiton Aquatic Super Series. Tanto, que saiu vitorioso nos 50m borboleta:

Também tivemos muitas alegrias em terras árabes no ano passado. Em especial durante o Mundial de Natação realizado no Qatar. Dentre as nossas conquistas lá, teve o ouro e a quebra do recorde mundial no 50m costas protagonizados pela Etiene Medeiros.

https://www.youtube.com/watch?v=YnR2vbbKNCs

Vitória do outro lado mundo? Teve sim, senhor! Ana Marcela já venceu na China, terra de Confúcio, durante a etapa de Shantou da Copa do Mundo FINA de 2012:

E disputada mesmo foi o triunfo da Poliana Okimoto em Barcelona, durante a prova de 10km do Mundial de Esportes Aquáticos. Nessa mesma competição ainda tivemos a dobradinha da Poliana com a Ana Marcela. Só sucesso.

E esse ano está repleto de competições internacionais, que culminam no Mundial que será realizado em Kazan, na Rússia. Que mais momentos como estes sejam abundantes em 2015! Muita sorte pro nosso time de elite!

Aquecimento: Mundial de Kazan

15
jan 2015

Facebook-15-Jan-CompetitivoEm 2015, os calendários de nadadores do mundo todo marcam o período entre 24 de Julho a 9 de Agosto como a época mais importante do ano. O motivo? O Mundial de Natação da Fina que acontecerá em Kazan, a capital russa dos esportes. E esta edição do campeonato é ainda mais importante, pois também servirá de termômetro para as Olimpíadas do Rio em 2016.

Vários gigantes brasileiros do esporte já garantiram os índices necessários para competir no mundial, dentre eles, as estrelas da Speedo: Etiene Medeiros, Nicholas Santos, Poliana Okimoto e Ana Marcela.

Eles disputarão provas compostas por nado livre, borboleta, costas, medley e até mesmo os recém-anunciados revezamentos mistos. O mundial da Fina também contará com eventos em outras modalidades, como o nado sincronizado, em mar aberto e o torneio de polo aquático.

Faltam menos de 200 dias para o início da competição e nossos corações batem em uníssono ao dos nossos atletas! Que eles possam aproveitar cada oportunidade que tem para se preparar e arrasar no torneio.

Bora lá, Speedo Elite Team! Vai Brasil!