Não conte azulejos

20
set 2013
Conteúdo editorial Swim Channel

Exercícios físicos entremeados no treinamento na piscina podem reduzir a monotonia da atividade.

Quem nunca escutou a piada: “Você já deu tantas voltas nesta piscina que deve saber quantos azulejos ela tem”? Embora não concordemos com ela, muitos consideram o treinamento diário uma situação monótona. Assim, oferecer novas opções de aula de natação, envolvendo exercícios de força simultaneamente aos exercícios aquáticos, pode transformar a modalidade em atividade mais atrativa.

Sabe-se que a natação é um dos esportes mais completos, já que ajuda no desenvolvimento físico e mental e melhora o condicionamento por meio da estimulação dos sistemas cardiovascular e respiratório. Além disso, podemos desenvolver a coordenação e contar com ela como uma grande aliada no processo de emagrecimento e na melhora da qualidade de vida. Outra vantagem é que qualquer pessoa, independentemente da idade, pode praticá-la sem problemas.

 

No entanto, há os que critiquem a natação quando a intenção é buscar aumento da massa muscular e da força física, além de maior impacto ósseo. Então o desafio de todo professor desse esporte é tornar as aulas mais completas, para preencher todas as necessidades físicas, de modo que a atividade seja agradável, criativa e funcional, isto é, propicie condições para a melhora da qualidade dos movimentos realizados no dia a dia.

Sabemos que treinamento físico combinado e integrado é a forma mais eficaz de atingir a plena forma física e que exercícios funcionais requerem movimentos que mobilizam mais de um segmento ao mesmo tempo, podendo ser realizados em diferentes planos e envolver diferentes ações musculares. Intercalar séries específicas para bíceps, tríceps, abdominais, dorsais, saltos e utilização de halteres, além de outras infinitas combinações, possibilita ganhar força durante o treinamento.

Na natação, mesmo os treinos para velocistas podem ser considerados aeróbicos se comparados com outras modalidades, e a prática dessa atividade alternada com exercícios físicos pode auxiliar também no ganho de massa muscular.

MELHORANDO AS AULAS DE NATAÇÃO

É possível também integrar exercícios físicos que potencializam os movimentos específicos da natação, melhorando o desempenho esportivo e ganhando execução. Como tornar nossa aula de natação integrada, flexível, ilimitada e multiplanar? Para que isso aconteça, precisamos criar, inovar, com embasamento científico.

A primeira estratégia é utilizar diversos materiais tanto dentro quanto fora da água. Fora da água podem ser usados, por exemplo, medicine ball, fit ball, halteres, cama elástica etc. Dentro da água, pode-se optar por palmar, nadadeiras, parachutes, camiseta, tênis, snorkel etc. A segunda estratégia é a combinação de outras metodologias de treinamento, como exercícios ginásticos, core training, exercícios proprioceptivos/sensórios e outros com peso. A seguir apresentamos exercícios que, combinados com a natação, potencializam os movimentos específicos do esporte:

 

Série 1

4x | – 4x50m A2 com parachutes e palmar ac 1’10”
– 15 agachamentos
– 200m perna A1 com nadadeiras

 

Série 2

3x | – 2 voltas correndo na piscina
– 4x25m borboleta ac 45”
– 10 flexões de braço + 5 burpees
– 200m braço A1

Série 3

1x | – Durante 20’ 10 avanço com salto
– 300m perna (25 forte/75 fraco)
– 30 abdominais
– 300m braço A1 livre

THIAGO FERREIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.