Natação: o melhor esporte para tratar problemas respiratórios

23
jul 2017

Você que tem bronquite, asma ou rinite alérgica sabia que a natação é recomendada pelos médicos para tratar os sintomas desses problemas respiratórios? Para os asmáticos, por exemplo, a natação diminui a intensidade das crises e, também, melhora a qualidade de vida do paciente.

O esforço respiratório feito durante a natação facilita a expectoração, já que os alvéolos pulmonares ficam fortalecidos. É por esse motivo que a natação regula a produção dos mucos do aparelho respiratório. Eles acabam não sendo produzidos em excesso, o que causa infecção das vias aéreas. E, obviamente, a água mantém as narinas úmidas, o que já é um benefício considerável para os pacientes.

Os movimentos necessários à natação estimulam melhorias na capacidade respiratória, aumentando a resistência do organismo. Expirar em meio líquido, respirar pela boca e a posição horizontal do corpo são decisivos para tornar a natação um esporte adequado para pacientes com dificuldades respiratórias.

A natação alonga toda a musculatura intercostal do corpo. É o abrir e o fechar das costelas que movimenta a caixa torácica – através do vai e vem dos braços – e trabalha a musculatura do abdômen, facilitando a respiração diafragmática. Os pulmões ficam cheios na inspiração e esvaziam na expiração. Todos esses movimentos são coordenados pela respiração. O ambiente aquático potencializa os movimentos.A resistência da água exige mais do corpo.

A natação beneficia o corpo humano à medida que aumenta o trabalho dos pulmões, expandindo a capacidade respiratória. Quem faz natação para atenuar os problemas respiratórios, acaba encontrando mais do que um alívio para esses males. A natação serve também para melhorar o condicionamento físico dos pacientes e termina por tornar-se o esporte favorito deles.

Como a natação auxilia no desenvolvimento das crianças:

08
jul 2017

Colocar bebês em aulas de natação com poucos meses de vida é uma prática cada vez mais comum. Além de estimular os aspectos cognitivos, emotivos e sensoriais, a natação infantil também serve para adaptar às crianças ao meio líquido. E, como os bebês estiveram nesse meio durante suas gestações, é mais fácil a adaptação deles às aulas de natação.

Já foi comprovado que crianças que aprendem a nadar ainda em idade pré-escolar têm um rendimento mais satisfatório durante o processo de alfabetização. Outras aproximações com o mundo externo também ficam facilitadas. Como as crianças precisam estar acompanhadas durante as aulas de natação, esse compromisso cria uma relação de afeto genuína. O benefício da inteligência emocional que essa relação entre criança, família e professor traz é imensurável.

Para instigar o aprendizado das crianças durante as aulas de natação, toucas e óculos em formato de bichinhos, como a Touca Fish Cap e o Óculos Fun Club da Speedo por exemplo, os ajudam a interagir com a linguagem lúdica. Como nessa fase a preocupação maior não é com as técnicas de natação, mas sim com a recreação, os pequenos nadadores se sentem mais à vontade para brincar, fazer amigos e vivenciar histórias divertidas.

A natação é um esporte que, quando praticado desde a infância, pode revelar um esportista com um futuro promissor. No entanto, a família deve mostrar aos pequenos atletas que a medalha de campeão em saúde e diversão também é muito estimulante e pode ser usufruída durante toda a vida.