Retrospectiva 2015: O melhor dos atletas da Speedo Elite Team

25
dez 2015

25_12_blog_retrospectiva

2015 foi um grande ano para os atletas do Speedo Elite Team. Foi conquista atrás de conquista! Como não poderia deixar de ser, nós também vamos fazer uma breve retrospectiva, lembrando três pontos altos do ano que está acabando.

Prata histórica do Nicholas Santos nos 50m borboleta em Kazan

Numa prova dominada por rivais franceses e brasileiros, quem brilhou foi o veterano do Speedo Elite Team, Nicholas Santos. Ele nadou muito bem os 50m borboleta do Mundial de Kazan, numa sucedida tentativa de agarrar a medalha que havia lhe escapado no Mundial de 2013.

Ao final da prova, Nicholas havia conquistado a 4ª medalha do Brasil na competição. Ele também se tornou o medalhista mais velho da história dos Mundiais, feito realizado aos 35 anos de idade.

Uma medalha de cada cor para a Ana Marcela Cunha, também no Mundial de Kazan

Sabe o que é melhor do que uma medalha? Três medalhas: Uma de ouro, outra de prata e uma de bronze. E não é que a dona Ana Marcela conseguiu uma de cada?

A vitória veio nos 25km de maratona aquática. Ana já havia faturado a prata e o bronze, nos 5km e 10km, respectivamente. Mas, como a boa guerreira que é, as colocações anteriores não bastavam, ela queria o ouro. E conseguiu. Aliás, foi o 1º ouro do Brasil na competição!

Etiene Medeiros e o 1º ouro brasileiro em um Pan-Americano

Sempre batia na trave: Mesmo depois de excelentes participações, a natação feminina brasileira nunca havia dado uma bola dentro no Pan-Americano. Bronze e prata eram nossas companheiras constantes e nada indicava que isso iria mudar… até a Etiene decidir que era hora de levar um ouro do Pan-Americano pra casa.

A conquista veio nos 100m costas, após uma prova tecnicamente impecável. Como se um pódio não bastasse, menos de duas horas depois, ela voltou a subir ao pódio, dessa vez, para receber a prata dos 50m livres.

Por um Natal cheio de Speedo para você!

18
dez 2015

18_12_blog_natacao

Falta uma semana para o Natal e os maiores presentes que você pode dar para a sua família são saúde e bem-estar. Para isso, incentive as pessoas que você ama a praticarem esportes, dando a elas presentes Speedo. Você vai ver que, em pouco tempo, elas vão se encher de vida praticando esportes ao nosso lado!

Natação

O Speedo Splash Kit, aquele que vem com o Deelo, o simpático jacarézinho da Speedo, é ideal para as crianças que estão aprendendo a nadar. Para os mais velhos, os shorts Authentic Vintage Trunks são uma excelente pedida. Eles combinam a qualidade dos produtos Speedo com um estilo que vai se destacar nas praias e piscinas! E as moças têm toda uma linha de belos maiôs para escolherem!

Fitness

A Speedo possui uma maravilhosa linha de aparelhos Fitness para você montar a sua própria academia particular. Esteiras, bicicletas, estações elípticos de ponta são todos prontos para acompanhar você na sua rotina de musculação.

Multisport

Seu corpo precisa de liberdade de movimento, seja para correr, praticar outro esporte ou ir até a academia. A linha Multisport da Speedo é a resposta perfeita para essa sua necessidade. É o melhor da tecnologia esportiva ao seu dispor!

Acesse o site da Speedo e confira toda a nossa linha de produtos! O presente que vai alegrar o seu Natal e o de quem você ama está lá! http://www.speedo.com.br/produtos

São Silvestre: Dicas para fazer bonito na maior corrida do Brasil!

11
dez 2015

11.12_Blog-Corrida

Chega o fim de ano e começam os preparativos para a São Silvestre. É gente correndo pra lá e para cá nos parques e ruas do Brasil, se esforçando para garantir que as suas participações na prova sejam as melhores possíveis. Também pudera: a São Silvestre não é só um marco de final de ano. Ela é também, um marco de superação na vida de muitos corredores.

Se o seu sonho é correr bem a São Silvestre, então, você veio ao blog certo. Separamos algumas dicas que vão ajudá-lo a fazer bonito na prova. Confira:

Treine as suas subidas e descidas

Sai ano, entra ano e muita gente ainda cai na mesma armadilha: Achar que, por ser praticamente uma celebração de fim de ano, a São Silvestre é uma prova tranquila. Há, há.

A corrida de São Silvestre é, facilmente, uma das provas mais exigentes e desafiadoras que acontecem no território brasileiro. Uma das razões disso, é a presença de várias subidas e descidas íngremes pelo decorrer do percurso. É só olhar para a parte que passa pela Av. Brigadeiro Luís Antônio, uma das mais famosas de São Paulo. São 2,5km de pura subida.

Antes de pensar em correr a São Silvestre, é melhor fortalecer a musculatura das pernas, para aguentar o tranco e treinar a sua corrida em subidas e descidas. Sim: descidas também. Vários corredores por aí se esquecem de controlar o ritmo durante estas etapas da prova e acabam pagando o pato nas fases seguintes. Portanto, saiba subir e descer sem se acabar.

Encontre o seu ritmo

Dois fatores vão forçá-lo a adaptar o seu ritmo de prova: o enorme número de competidores e o número de curvas, subidas, descidas e os trechos de asfalto irregular (sabe como é, São Paulo…) espalhados pelo percurso.

Como as chances de você não ser um atleta da elite são altas, muito provavelmente, você irá iniciar a prova no meio do povão. A dica é desacelerar, começar bem tranquilo, sem dar a mínima para os tempos de prova. Assim, você conserva energia e pode se concentrar em atingir o maior objetivo da São Silvestre: completar a corrida.

Aumente a sua resistência

Some o percurso irregular à mudança constante de ritmo de prova e ao calor de Dezembro e você terá a razão pela qual os treinos de resistência são tão importantes para a São Silvestre.

Uma boa ideia é ficar de olho na sua consistência: seu fôlego deve durar algo em torno de 10 a 12km, sem grande desgastes. Aproveite também, para se preparar para os últimos 3km da prova. É nessa última etapa que você deve abrir todas as suas válvulas e correr a plenos vapores.

Treinando os novos talentos da natação.

05
dez 2015

Blog

Todo professor de natação tem duas missões: A primeira, é ensinar técnicas e polir as habilidades dos seus alunos. A segunda, é garantir que o amor pela natação perdure pelo resto da vida deles. Esse post é dedicado aos professores de primeira viagem e aos bons e velhos veteranos que estiverem procurando por algumas dicas para darem um “tchan” nas suas aulas. Esperamos que gostem!

Conheça cada aluno

Na correria do dia-a-dia, falar é mais fácil do que fazer isso. Mas, faça um esforço e conheça as forças e fraquezas de cada um dos seus discípulos. Isso te ajudará a criar e alterar o conteúdo das suas aulas com mais clareza e de acordo com as necessidades da turma ou, se for o caso, de um aluno em particular.

Ah! E quando falamos em conhecer, não estamos nos referindo apenas às habilidades atléticas dos seus protegidos. Conheça as suas personalidades e demonstre interesse neles como pessoas. O lado pessoal influencia tanto ou até mais, a performance de um atleta quanto o lado prático.

Monte grupos com habilidades semelhantes

Intimidação e inveja são duas coisas que podem fazer os seus alunos desistirem das aulas rapidamente. Ver alguém se sair muito melhor do que você numa dada atividade, independente da diferença de experiência entre você e o seu colega, nunca é uma coisa muito agradável. Ainda mais quando você mesmo está tendo dificuldade em dominar uma determinada técnica.

O melhor jeito de se contornar essa dificuldade é criando grupos com base nas habilidades individuais de cada aluno. Junte nadadores de uma mesma classe em um grupo só. Isso, inclusive, vai te ajudar a colocar em prática a primeira dica.