Esportes que podem te ajudar durante tratamentos médicos.

01
dez 2016

cover-blog-tratamento-medicos

Diversos esportes são capazes de auxiliar em tratamentos médicos. A maioria deles é excelente em tratar problemas respiratórios, recuperações musculares e até mesmo problemas ósseos e na coluna.

A natação, por exemplo, é campeã em em reeducar e criar mais resistência no organismo para combater problemas respiratórios como bronquite e asma, podendo até melhorar vários níveis de alergias. Além disso, é um ótimo exercício postural, pois alonga e fortalece toda a musculatura intercostal, abdominal e braçal.

Já a corrida, é o melhor esporte para diminuir os riscos de doenças cardíacas. Como o coração e as artérias também são músculos, a corrida é capaz de fortalece-los cada vez mais para melhorar a sua performance e saúde. E por também ser um esporte de impacto, ele estimula um aumento da massa óssea, prevenindo e ajudando em tratamentos de osteoporose.

Encontre o seu esporte ideal e treine duro para uma vida cada vez mais saudável!

Os ganhadores da Speedo Run 2016

24
out 2016

post speedo run

Em 23 de outubro, foi realizada a Speedo Run, uma das provas mais tradicionais que movimentam a cidade de São Paulo. Foram mais de 3.900 atletas inscritos nas provas de caminhada e corrida, que tinham percursos de 4 e 9 km. Os 10 primeiros colocados – entre homens e mulheres – foram premiados com dinheiro.

Os participantes tiveram que percorrer ao redor do Shopping Aricanduva, o percurso teve início na portaria e seguiu até a Loja C&A do centro comercial. Durante todo o evento, foram sorteados kits de suplementos Speedo by Sanavita, prêmios de eletroeletrônicos, como 10 TVs de 42 polegadas full HD, 05 Home Theater, 10 frequencímetros Speedo e 50 vales-almoço no Outback.

Confira os ganhadores da corrida de 9 km:

Feminino:
1º lugar – Consolata Cherotich
2º lugar – Erika Oliveira Lima Dolberth Machado
3º lugar – Felismina Vendohali Tchihanda Cavela
4º lugar – Rosângela Raimunda Pereira Faria
5º lugar – Jaciane Barroso Araújo

Masculino:
1º lugar – Jacob Kemboi Kiprotich
2º lugar – Jean Carlos Dolberth Machado
3º lugar – Cezídio Alves Rodrigues Neto
4º lugar – Wellington Bezerra da Silva
5º lugar – Rogério Ferreira

Parabéns a todos os participantes!

Uma história escrita em 10 km

15
ago 2016

Durante mais de 9 km, as primeiras colocadas estavam cabeça a cabeça na disputa. Poliana Okimoto nadava nas águas calmas de Copacabana. Ela estava em casa.

Braçada – a menina que entrou na seleção brasileira de natação aos 13 anos se agarra à sua 2ª colocação.
Braçada – desta vez, a hipotermia não ia pará-la como fez 4 anos atrás.
Respira – “Mais uma vez, me chamaram de velha, desacreditaram” (em entrevista à TV Globo).
Braçada, braçada, respira. Braçada, braçada, respira.

A linha de chegada já não é um sonho distante. Agora, é um alívio logo ali na frente.

A holandesa, a francesa e a italiana aceleram. A brasileira resiste.

Sharon van Rouwendaal, a holandesa, agora com folga, chega primeiro à batida de mão.

Rachele Bruni, a italiana, usa toda a sua experiência para fechar o caminho de Aurelie Muller, a francesa, que é desclassificada pelos juízes por acabar dando um caldo em sua oponente na finalização da prova.

A brasileira de 33 anos, 1 segundo e 9 milésimos depois, se torna a primeira mulher do Brasil a subir ao pódio da natação feminina em Olimpíadas, carregando sua medalha de bronze.

Poliana Okimoto, é um prazer poder apoiar você nessa jornada. Agora que você subiu tão alto no pódio, é hora de mergulhar na glória.

#VaiFundoSpeedo

Etiene Medeiros e Gabrielle Roncatto garantem vaga nas Olimpíadas

26
abr 2016

post-blog-gabrielle-etiene2

Etiene Medeiros e Gabrielle Roncatto garantiram vaga nos jogos olímpicos deste ano! Com sua participação no Maria Lenk na prova dos 100m, Etiene cravou o tempo de 1m00s00 estipulado pela Federação Internacional e conseguiu o esperado índice olímpico. Além disso, nossa atleta fez o recorde da competição.

Feliz da vida, Etiene mostrou seu amor pelo esporte e disse que ainda está desvendando os segredos da prova e do nado que tanto ama. “Aliviada é a palavra. Mais uma vez, a natação surpreende qualquer um”, disse.

Gabi também teve o que comemorar: foi destaque nos 200m medley do Maria Lenk e conquistou uma vaga nos jogos de agosto (modalidade 4x200m livre) ao fazer a prova em 1m59s22. Ela agradeceu aos treinadores e disse ser o dia mais feliz de sua vida. “Deu tudo certo, consegui melhorar meu tempo e conquistar mais uma medalha”. Roncatto levou bronze nessa competição e também pelos 200m livre.

Agora é torcer por elas e por toda a equipe a partir de 5 de agosto, quando chega o grande dia.

#VaiFundoSpeedo

Travessia marítima

26
jun 2015

26_06_blog_natacao

 

A piscina é seu habitat natural, mas, depois de enfrentar diversas braçadas e raias, você quer superar outros desafios, certo? Mudar o cenário pode ser uma das alternativas, você pode se aventurar na travessia marítima.

Nadar em mar aberto e na piscina são modalidades bem diferentes. Você precisa se precaver ainda mais dos obstáculos que terá que enfrentar em mar aberto.

Há muitas diferenças entre um e outro, sendo algumas negativas e outras positivas. No mar você não consegue enxergar o fundo, além disso, a água apresenta diversas tonalidades que podem gerar um nervosismo para o atleta, por isso, se acalme na hora de nadar.

Mas não são só pontos negativos que cercam a travessia marítima. Por causa do sal a água do mar é mais densa, facilitando assim a flutuação do corpo. Além disso, a velocidade do nado no mar tende a ser maior do que o da piscina.

Antes de participar da travessia, ou de qualquer outra prova, treine bastante. Travessias de 5.000m requerem, pelo menos, um treino regular de quatro à seis horas, percorrendo, pelo menos, 50% da distância do percurso que você irá atravessar. Não faça seus treinamentos sozinhos, tenha sempre o auxílio de um treinador e, se for o caso, realize exames médicos antes da prova.

Se for sua primeira travessia marítima, peça que seu treinador te acompanhe. Oriente-se por um ponto de referência para não se perder, como barcos, competidores ou outro ponto que te deixe mais confortável.

Depois de sua travessia, e de tudo dar certo, providencie um agasalho. Hidrate-se com isotônicos e depois com água. Beba nesta ordem, senão seu corpo, com estômago vazio não absorverá tão bem os líquidos. Faça um alongamento leve e depois de 20 minutos repita os movimentos com mais intensidade.

A travessia marítima elevará seu extinto de campeão e te dará forças para lutar dentro do mar sempre. Para isso se prepare bem e tenha uma ótima travessia!