Quer começar a correr? Confira as principais dicas para iniciantes!

31
jan 2018

As corridas de rua conquistaram muitos adeptos nos últimos anos. A prática não exige grandes investimentos, pode ser feita ao ar livre e ainda na companhia de uma pessoa querida para garantir uma motivação extra. Se você quer entrar para o universo das corridas e superar seus limites, leia este post para ficar por dentro das principais dicas para iniciantes. Mas vale lembrar que o acompanhamento de um profissional é indispensável. Vamos lá?

Aposte na esteira

A esteira pode ser uma forma de você se acostumar com a prática, já que para quem está começando, o equipamento absorve parte do impacto e ainda elimina alguns desconfortos como temperatura e resistência do vento – já que geralmente fica instalada em local fechado. Assim, aos poucos, e conforme a orientação do educador físico, você pode partir para as ruas!

Conquiste flexibilidade

O alongamento é premissa para qualquer prática esportiva e não seria diferente para a corrida. O ideal é se alongar três vezes na semana para alcançar a flexibilidade adequada, o que diminui o risco de lesões.

Prepare os músculos

Como a corrida é uma prática que causa impacto, é fundamental que os músculos estejam fortalecidos para que você não sofra com traumas. Para isso, a musculação é a melhor forma de garantir que as regiões mais exigidas – pernas, abdômen e lombar – fiquem fortalecidas e você não precise se afastar da corrida devido aos problemas em ligamentos, articulações ou tendões.

Sinta-se confortável

Garantir conforto durante os treinos também é uma questão importante. Afinal, se o tênis machucar ou a roupa incomodar, você não se sentirá à vontade para continuar correndo, certo? Por isso, invista seu tempo procurando os produtos certos, com qualidade e tecnologias que vão favorecer o seu desempenho.

Vá com calma

Não adianta começar com tudo e querer fazer mais do que consegue logo no início. Portanto, dê mais importância ao tempo do que à intensidade. A sugestão é variar entre corrida e caminhada para alcançar o condicionamento cardiorrespiratório.

E aí, ficou animado para começar a correr? Não se esqueça de sempre contar com a orientação do profissional para fazer da sua corrida um exercício saudável e com resultados positivos!

Fonte: Veja Saúde

Dicas para escolher seu óculos de natação.

20
jan 2018

Se você está começando na natação ou pretende renovar seus equipamentos para aprimorar seus resultados na água, este post vai ser muito útil! Afinal, acertar na escolha dos óculos é fundamental para conseguir enxergar e também para se proteger. Para se certificar de que os óculos são adequados para a sua necessidade, você deve responder algumas perguntas. Acompanhe a seguir!
Qual o ambiente você costuma nadar?

O ambiente influencia na escolha dos óculos devido à presença de muita ou pouca luz. Por exemplo, se você for dar as braçadas em um local fechado ou resolver nadar à noite, a lente deve ser amarela ou vermelha para que retirem o azul e melhorem a sua visão. Já se a prática for outdoor, em um local com muita luz, o ideal é a lente fumê que reduz a luminosidade. Confira as especificações:

Cristal: visão clara sem mudar a aparência das cores. Comum para uso em diversos ambientes.

Amarelo ou vermelha: eliminam o azul do espectro de cores, deixando tudo mais brilhante. Indicada para utilização em ambientes fechados.

Lilás ou rosa: oferece contraste em fundo verde e azul. Utiliza-se em ambientes abertos.
Azul: reduz o reflexo e permite a clara visão. Pode ser usada em ambientes fechados e abertos.

Fumê: diminui a luminosidade. Ideal o uso em ambientes abertos.

Qual é a frequência dos seus treinos?

Dependendo da intensidade da prática, você pode ser considerado um nadador casual (uma vez na semana), habitual (até duas vezes na semana) ou intensivo (três ou mais vezes na semana).
Para os nadadores casuais, o mais recomendado é que os óculos sejam fáceis de regular com narizeiras fixas, porém ajustáveis. Nessa categoria, ainda vale lembrar que existem as máscaras de natação que aumentam o campo de visão.
Já os nadadores habituais e intensivos, são indicados óculos com campo mais preciso, com maior flexibilidade de adaptação, por exemplo, com narizeiras removíveis. É importante também que tenham características que garantam estabilidade, conforto e prolonguem a vida útil.

Já fez o teste de tamanho?

Sim, existe uma forma bastante simples de descobrir se os óculos são do tamanho ideal para seu rosto. Basta seguir os passos abaixo:

1. Pressione as lentes na região dos olhos sem prender com o elástico na cabeça;
2. Se os óculos permanecerem na posição, o tamanho está correto;
3. Caso você tire as mãos e eles caíam de imediato, experimente outro maior ou menor.

Conferiu se os óculos têm as tecnologias necessárias?

Antes de decidir por um ou outro modelo, vale checar se o produto conta com as tecnologias que fazem toda a diferença durante a prática. Conheça as principais:

Antifog: aplicação que evita o embaçamento das lentes e prolonga a excelente visão.

Mirror: além de conferir um visual moderno, o efeito espelhado reduz o reflexo e o brilho da água.

Proteção UV: lentes desenvolvidas com substâncias que absorvem a luz UV, independente da cor, e ajudam a diminuir os danos provocados pelos raios ultravioletas.

Com essas dicas simples, você poderá escolher os melhores óculos para começar ou aprimorar a sua prática. Visite agora o site da Speedo, encontre o modelo certo para você e experimente em uma das lojas físicas!

Natação na terceira idade: uma opção saudável e divertida!

01
out 2017

Envelhecer faz parte do processo natural da vida. Ao chegar à terceira idade, é indicado que se tenha mais cuidados com o corpo. Algumas situações como osteoporose e artrose tornam-se mais comuns. Praticar exercícios físicos nesse estágio, portanto, fortalece o organismo.

A natação é um esporte recomendado para idosos, pois pode reduzir a perda de massa óssea e muscular. Outro motivo é a redução do impacto das estruturas ósseas e articulares o que diminui os desgastes nas cartilagens. Todos estes benefícios previnem que um idoso tenha dores no corpo ou fraturas. Logo, a natação é um esporte seguro para a terceira idade.

Outros benefícios observados em quem pratica natação é a melhora na musculatura do abdômen e do assoalho pélvico. Está comprovado que há diminuição de problemas como incontinência urinária em quem pratica natação, especialmente nas mulheres. Também combate o sedentarismo, auxiliando na prevenção da hipertensão e da obesidade.

Em alguns casos, ao chegar à terceira idade, o idoso pode se sentir sozinho, já que não tem mais a rotina tão agitada de outras épocas. A natação é um estímulo para a convivência em grupo, a socialização e, consequentemente, combate casos de depressão, uma das consequências da solidão.

Os benefícios que a natação traz para qualquer estágio da vida são potencializados durante a terceira idade. A natação é um excelente esporte para incentivar uma vida saudável para todos!

Quer melhorar seu tempo na piscina?

18
set 2017

Potencializar o desempenho durante os treinos de natação é uma tarefa que exige muita disciplina e empenho!

Para começar, monitore a intensidade dos movimentos durante a prática. Um exercício muito rápido vai acabar cansando e prejudicando o restante do treino. Então, intercale movimentos mais velozes com outros mais lentos, o que fará com que o esforço durante o treino seja distribuído. Outra medida que ajuda a melhorar a performance é o auxílio de acessórios de natação. :

A nadadeira, por exemplo, trabalha melhor a musculatura, aumentando a flexibilidade e, logo, a força. Isso, quando você treina várias vezes na semana, é essencial. Só tome cuidado para não criar uma dependência. A dica é usar apenas em alguns treinos. A dica para todos os treinos é executar as técnicas de cada nado. Não fuja disso!

Os bons nadadores não são aqueles que possuem somente a força. Para obter resultados satisfatórios, aprenda a ser forte e técnico. Por isso, faça exercícios educativos, com correção constante para cada tipo de nado. Dessa forma, você também ajuda a combater a ansiedade que toma conta quando se está dentro da piscina. Antes de ser um nadador rápido, é preciso ter foco com calma e paciência!

E, claro, não esqueça do seu condicionamento físico fora da água! Concilie sempre com alguma atividade complementar, como musculação, pilates, alongamentos, etc.

Anotou? Bom treino e nade atrás do seu melhor tempo!

Vai encarar sua primeira prova de triathlon? Veja 3 dicas importantes!

30
ago 2017

Atletas amadores que decidem se aventurar no mundo dos triatletas devem tomar alguns cuidados antes de realizar sua primeira prova. Depois de já terem se matriculado em algum programa de treinamento específico para triathlon, alguma dúvida ainda pode restar. Afinal, são muitos detalhes para prestar atenção.

Uma prova de triathlon é dividida em três etapas: uma de natação, outra de ciclismo e, ainda, uma de corrida. Sem interrupção entre as modalidades, cada prova de triathlon tem uma duração, dependendo da competição em que ela está inserida. Nas Olimpíadas, por exemplo, a natação tem a distância de 1,5 km, a etapa de ciclismo tem 40 km e, por último, a corrida tem 10 km. Quase sempre em águas abertas, os atletas costumam sentir mais dificuldades na natação, já que, normalmente, os treinos são realizados em piscinas. O ambiente inóspito do mar, com ondas e correntezas, pode atrapalhar. Então, a primeira dica é:

1 – Dedique-se à natação! Os triatletas costumam dizer que “a natação não fará você vencer uma prova, mas ela pode fazê-lo perder”. Nadar bem em uma etapa de natação significa sair inteiro para pedalar e, claro, poupar energia para o restante da prova.

O fato das provas serem em sequência, exige uma maior organização dos atletas.

2 – Organize-se para levar o necessário para área de transição! A dica é levar uma toalha colorida ou estampada, para que você possa identificar que aquele é o seu espaço e não se perder na correria de trocar de etapa. Também é aconselhável levar garrafinha d’água, prendedor de cabelos reserva e óculos extra. Carboidrato em gel e um par de meias também não fazem mal a ninguém.

Para chegar bem para realizar a prova, alimente-se corretamente!

3 – Não coma nada que você já não está acostumado! Não invente moda. Uma comida diferente, que você nunca experimentou, não vai fazer a diferença. Aposte em uma fonte de proteína no café da manhã e em carboidratos. Alimentos com fibras não são recomendados.

Anotou? Agora se dedique, se organize e aproveite a sua primeira prova!